O cheiro de café em suas mãos inebriava os pensamentos, invadia docemente as narinas e aflorava até os anseios mais adormecidos. Seu gosto era peculiar! Parecia que sempre precisaria de mais uma colherada de açúcar pra está no ponto. Seu toque era quente! Daquele que arrepia e gela antes de queimar. Sua fala era suave! […]

O telefone tocou. Alguém chorava do outro lado. Não fazia ideia de quem. Há meses falava apenas o costumeiro “Bom dia!” com quem me aparecesse no elevador, e até essa expressão de educação forçada queria liquidar.  A pessoa perguntou por um nome desconhecido, tentei dizer que era engano, mas não me foi dado tempo. Nomes, […]

É só o fim!

Que anseio é este de chegar ao fim? Que alvoroço! Que mania de tropeçar nos próprios pés correndo antes mesmo de andar! Calma, caro leitor! Nem tudo é pra já, ponha algumas vírgulas nessa leitura que nas horas vagas chamas de vida, aprecie o caminho, a paisagem, a subida, a sensação de que só resta […]

Ah, o amor…

Ah, o amor e suas manias! Esse menino mimado, se bem soubesse o tamanho da bagunça que faz deixaria de ser impertinente. Deixaria nossos pés fincados no chão, saberia que não fomos feitos pra voar tão alto e que a queda é eminente e dolorosa. Mas, o amor não obedece, e reage ao fracasso de […]

Não há mais brilho

Gostava de olhar o céu à noite. Na verdade, gostava daqueles pontinhos brilhantes e solitários que mais tarde ensinaram-me a chamar de estrelas. Quando criança deitava-me na calçada e as observava por horas com a típica admiração infantil. Não existia nada mais divertido e/ou interessante. Havia algo nelas que prendia a minha atenção de tal […]

Já paraste pra olhar o céu? O jeito que as nuvens se fundem e desfazem-se em total sintonia? É lindo! Eu costumava querer ser nuvem e desfazer-me em pássaros e fundir-me ao vento. Porém, descobrir o mar. Já reparaste no jeito em que as ondas quebram na praia e depois voltam ao fundo do mar […]

Sob pressão

O moço ali do lado queria que eu falasse da sua infância, época de meninice, como ele mesmo já disse tantas vezes. A garota que está sentada à minha frente quer que eu fale de amor, que busque razões para o que ela sente, que fale do que ela ainda não admitiu em voz alta, […]

Tempo, tempo, tempo.

Não é fácil escrever sobre algo que está tão presente e que é tão ansiado e superestimado pela maioria, porém, acho que agora é à hora de arriscar, ou melhor, acho que é o tempo certo. Segundo o dicionário da língua portuguesa o tempo é a sucessão de momentos em que se desenrolam os acontecimentos, […]