Ah, o amor…

Ah, o amor e suas manias! Esse menino mimado, se bem soubesse o tamanho da bagunça que faz deixaria de ser impertinente. Deixaria nossos pés fincados no chão, saberia que não fomos feitos pra voar tão alto e que a queda é eminente e dolorosa. Mas, o amor não obedece, e reage ao fracasso de […]