Não há mais brilho

tumblr_ljedj01cnZ1qhiioao1_500Gostava de olhar o céu à noite. Na verdade, gostava daqueles pontinhos brilhantes e solitários que mais tarde ensinaram-me a chamar de estrelas. Quando criança deitava-me na calçada e as observava por horas com a típica admiração infantil. Não existia nada mais divertido e/ou interessante. Havia algo nelas que prendia a minha atenção de tal forma que esquecia-me de o quão distante estávamos, e então, como de um súbito rompiam a linha tênue que separava o que era real do que era fruto da minha imaginação, e podia tocá-las e senti-las queimando minhas retinas com aquele brilho arrebatador e impiedoso. Era transcendental!
Contudo, o tempo passou, e eu cresci! Hoje, não consigo vê-las. O brilho das luzes aqui embaixo tornou-se a cada dia mais intenso, e no fim, fizeram-me o que jamais nenhuma estrela foi capaz de fazer, cegou-me!

Por: Rose Bonifácio.

Anúncios

2 opiniões sobre “Não há mais brilho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s